Autora de Cinquenta Tons de Cinza quer controle criativo sobre próximos filmes.

 

Cinquenta Tons de Cinza  E. L. James autora e diretora

Pelo visto, o embate nos bastidores da produção de Cinquenta Tons de Cinza, com divergências entre a autora E. L. James e a diretora Sam Taylor-Johnson, foi mesmo sério! Agora, com o sucesso recorde do filme nos cinemas, a escritora está exigindo um maior controle sobre a adaptação dos demais livros da saga, o que pode significar mudança na equipe e atraso na realização das sequências.

De acordo com a reportagem da , E. L. James quer um maior controle criativo sobre as continuações e está negociando com o estúdio Universal para escrever ela própria o roteiro dos próximos filmes. A roteirista do primeiro longa, Kelly Marcel, não deve retornar para as sequências, assim como a diretora Sam Taylor-Johnson, que deve deixar o comando da história para outro cineasta.

 

Durante a produção de Cinquenta Tons de Cinza, E. L. James e Sam Taylor-Johnson tiveram uma relação muito complicada, com brigas que se tornaram públicas. Uma fonte do jornal The Telegraph contou que: “O relacionamento entre elas se tornou tóxico. Elas se desprezam e culpam uma a outra pelos problemas do filme. Em geral, as discussões foram sobre as cenas de sexo. Erika (a autora) queria que o filme fosse mais fiel ao livro e muito mais explícito. Mas Sam queria que o filme fosse mais do que apenas uma coleção de cenas de sadomasoquismo”.

A Universal Pictures está agora acertando os detalhes para E. L. James roteirizar as adaptações cinematográficas de Cinquenta Tons Mais Escuros e Cinquenta Tons de Liberdade. Diferente da maioria das franquias de sucesso, que visam manter a equipe por trás do primeiro filme, parece que Cinquenta Tons vai sofrer uma remodelação criativa dramática nas próximas semanas.

Por conta disso, a produção do próximo filme deve atrasar um pouco. Apesar de E. L. James ser a autora dos livros, ela não tem experiência em escrever roteiros, o que vai exigir um tempo a mais na preparação e na revisão do material. Dessa forma, Cinquenta Tons de Cinza Mais Escuros não deve começar a ser rodado antes da metade deste ano, o que significa que o filme não deve chegar às telas antes do final de 2016. A Universal deve agendar Cinquenta Tons Mais Escuros para fevereiro de 2017, aproveitando mais uma vez a comemoração do Dia dos Namorados nos Estados Unidos.