O primeiro filme “Minha mãe é uma peça” foi lançado em 2013 e fez um sucesso estrondoso nos cinemas. O filme é uma adaptação da peça de teatro criada e protagonizada por Paulo Gustavo e atingiu uma marca de dois milhões de espectadores em sua terceira semana de exibição nos cinemas. Foi o filme mais assistido nos cinemas brasileiros em 2013, com mais de 4.600.145 espectadores.

Após o tremendo sucesso do primeiro filme, foi lançado em dezembro de 2016 o segundo filme que caminha na mesma trilha de sucesso do primeiro.

No segundo filme Hermínia não é mais uma dona de casa que é divorciada e mãe de dois filhos. Agora, ela é uma apresentadora de um programa de TV que trata de temas sobre a relação de mãe-filho.

Hermínia representa a mulher brasileira contemporânea que precisa trabalhar e educar os seus filhos. No caso de Hermínia, ainda é um pouco pior, pois ela é divorciada e não conta com o apoio do pai dos filhos para ajudar na educação destes.

Nesse filme, os filhos também estão diferentes. Marcelina quer ser independente e morar em outra cidade vislumbrando a carreira de atriz e Juliano concluiu a graduação, mas está desempregado e em conflito com sua sexualidade.

O humor é recorrente porque é impossível que o espectador não associe com diversas situações vivenciadas com as próprias mães. O jargão popular de que “Mãe é tudo igual, só muda de endereço” é a maior verdade.

Toda mãe carrega consigo o imenso amor por seus filhos e a vontade de querer o melhor para os filhos sob todas as circunstâncias. É esse imenso amor que é exagerado, infinito, desesperado e capaz de tudo. O amor de uma mãe move montanhas.

O roteiro do filme traz todo o clichê da mãe que protege os filhos, que quer os filhos embaixo das asas e sofre muito quando o passarinho quer voar do ninho. Mãe que é mãe quer o filho perto, sob o olhar atento e protetor.

Mãe é tudo doida, desvairada porque é tanto amor que transborda, passa do ponto, entretanto, felizes são aqueles que podem desfrutar desse louco amor.

Para dar boas risadas ou uma choradinha de leve, não deixe de assistir o filme. Você vai descobrir que essa louca de pedra que é sua mãe é a melhor pessoa que já passou na sua vida e que mais te amou.