Dia das mães chegou e nós, do Pipoca Nerd, preparamos uma lista especial de mães que nos inspiram. Mãe não é só a que dá a luz, mas sim a que adota e dá amor ou aquela tia que cria e educa. Essas são mães de coração que inspiram aos nerds com o passar do tempo. Tem mais alguma mãe que te inspira? Confira com a gente!

#1 TIA MAY (Spiderman)

Resultado de imagem para tia may spiderman

A Tia May é tão próxima que parece nossa tia. Não é à toa que crescemos com ela nos quadrinhos, no cinema e na televisão.

Desde Amazing Fantasy (1962), sua primeira aparição, ela é personagem cativa das histórias do Homem-Aranha, do escritor Stan Lee.

Depois que seu pais desapareceram, Peter Parker foi morar com May e seu marido Ben Parker, no Queens, em New York. O tio de Peter foi assassinado por um ladrão e esse episódio é sempre muito triste. A tia May é uma senhora já de idade avançada e nem suspeita que o sobrinho tão amado é o nosso Spiderman. Ela sempre aparece como uma mulher frágil e isso torna Parker um protetor. Em muitos episódios ele aparece preocupado com a tia May.

As nossas lembranças da tia May são daquela mãe que leva a canjinha para o filho doente e se preocupa com o arranhado. Spider, você é muito sortudo. A tia May é a mãe que qualquer super-herói gostaria de ter. 

#2 MAGGIE (The Walking Dead)

Resultado de imagem

Esta com certeza é uma personagem muito conhecida, principalmente devido ao grande sucesso da série de TV, The Walking Dead. Porém, a Maggie a que me refiro é a sua versão original dos quadrinhos, tendo em vista que sua condição de mãe adotiva de Sophia não acontece no seriado. 

Maggie Grenne é uma das personagens principais dos quadrinhos de TWD, aparecendo pela primeira vez quando o grupo dos sobreviventes de Atlanta, Rick, Carl, Glenn, Sophia e companhia, chegam na fazenda onde vivia com sua família. Em princípio, é apresentada como uma personagem rebelde, mas fraca e fragilizada por conta dos tristes acontecimentos de sua vida e ao caos do mundo pós-apocalíptico. Com o desenrolar da história, Maggie começa um relacionamento amoroso com Glenn, com quem chega a se casar, e ambos adotam Sophia, que perde sua mãe, Carol, depois desta ter cometido suicídio.

Sua relação de mãe adotiva, na verdade, começa vindo da pequena Sophia, que passa a enxergar ela e Glenn como seus verdadeiros pais, uma espécie de fuga e de negação ao suicídio da mãe biológica. Mas é também através dessa confiança e amor da menina para com ela que Maggie encontra forças para seguir lutando diante das dificuldades que passa.

Os três chegam a viver juntos como família na colônia de Alexandria, onde a relação de mãe e filha se intensifica, especialmente após Maggie proteger Sophia durante uma grande invasão zumbi, permanecendo todo o tempo ao lado da menina. Greene evolui no decorrer da trama, uma evolução interessante que a transformou em um verdadeiro exemplo, não só de mãe, mas de pessoa para Sophia. Alguém que passou pelas mesmas dificuldades que a menina, muitas delas juntas da garota. Alguém que abraçou a condição de mãe, amando, ensinando e protegendo-a sempre, como sendo sua verdadeira filha, o que, de fato, é.

#3 QUEENIE (O misterioso caso de Benjamin Button)

Em O curioso caso de Benjamin Button, temos um belo exemplo de mãe adotiva, Queenie. O filme foi lançado no Brasil em 16 de janeiro de 2009, com direção de David Fincher, e foi estrelado por Brad Pitt e Cate Blanchet.

Brad interpreta Benjamin, um homem que nasce idoso e rejuvenesce à medida que o tempo passa. Queenie trabalha em um lar para idosos como cuidadora. Certa noite, Benjamin é abandonado na porta do lar para idosos e Queenie que o encontra após ser abandonado pelo pai. Apesar do grande susto ao ver Benjamin, pois ele é um bebê idoso, ela não hesita em ficar com a criança.

Ela é uma mulher negra, forte e trabalhadora, sem muita condição financeira. Apesar de não entender direito o problema do filho, torna-se a melhor mãe do mundo. Sempre zelosa e amorosa, os dois têm uma relação muito bonita. Os laços sanguíneos são irrelevantes diante do grande amor que Queenie tem por Benjamin e o amor maternal o salva de um triste destino.

Embora tenha sofrido com sua condição anormal de rejuvenescer a cada dia, Benjamin sempre contou com o amor e o apoio de sua adorável mãe. Quem não quer ter uma mãe dessas?

O filme ganhou o Oscar de Melhores efeitos visuais, Maquiagem e Penteados e de Melhor Direção de arte. A atriz Taraji P. Henson foi indicada ao Oscar de Melhor atriz coadjuvante.

 

 

#4 SIOBHAN (Orphan Black)

Com o nome orphan (órfão) no título da série é de se esperar que pelo menos uma mãe adotiva aparecesse na história, o que realmente acontece.

Dentro da série, a escolha foi fácil: Siobhan Sadler. Também conhecida como Mrs. S, ela é a mãe adotiva de Sarah, a protagonista da série, de Félix e, por um período, também de Kira, a filha biológica de Sarah.

Irlandesa, Siobhan viveu por um bom tempo em Londres, onde adotou Sarah e Felix, antes de ir com os dois para o Canadá para os proteger, deixando os amigos e muita coisa para trás. O verdadeiro motivo dessa fuga e muitas coisas sobre o passado de Sarah, o que envolve também sua adoção, começa como um mistério, que não diremos por motivo de: não vamos dar spoiler!

Sua relação com Sarah, principalmente no começo da série, é um pouco conturbada. A primeira, com o seu jeito rebelde, não reconhece os sacrifícios de Siobhan e, muitas vezes, a personalidade forte das duas acaba entrando em conflito. O jeito rebelde de Sarah vem também um pouco do reflexo da mãe, que era por vezes dura e protetora, mas que possuía esse mesmo jeito, esse mesmo ímpeto quando jovem.

Um dos motivos desse conflito entre ambas é Kira, a filha biológica de Sarah. Mrs. S acaba se tornando a mãe adotiva de Kira quando Sarah permanece ausente por quase um ano. Com a volta da nossa protagonista, Siobhan nega entregar a custódia da menina de imediato, esperando que Sarah reconquiste sua condição de mãe e se mostre capaz de cuidar da pequena de forma adequada.

Compassiva, inteligente, mas resistente, S coloca sempre o bem estar de Kira acima dos seus interesses, assim como fez com Felix e Sarah, quando estes eram pequenos. Ela é uma grande defensora dos seus filhos, se doando, cuidando, ensinando e os protegendo acima de tudo. Uma mãe capaz de fazer tudo pelos filhos é o que todo mundo quer ter.

#5 BELLEMERE (One Piece)

Resultado de imagem para one piece bellemere

Em uma lista como essa não poderia faltar uma representante dos animes, não é mesmo? E olhem que essa escolha não foi uma tarefa assim muito fácil. Por incrível que pareça, mesmo existindo muitos personagens órfãos dentro desse tipo de mídia, não temos muitas mães adotivas presentes.

A escolhida foi Bellemere (Bell-mère), personagem do anime One Piece. Ela é nada mais, nada menos, que a mãe adotiva da personagem Nami, e também de Nojiko.

Bellemere era uma fuzileira naval que após uma batalha da marinha contra piratas acaba encontrando Nojiko e Nami, ainda muito pequenas em meio à destruição da aldeia, e decide salvar e levá-las consigo para sua cidade. Ela então se aposenta e passa a ser produtora de tangerinas, em um grande pomar em sua casa, assim adotando e cuidando das duas meninas.

Como mãe, sempre se preocupou muito com Nami e Nojiko, amando-as como filhas de sangue. Mesmo com uma situação financeira bastante apertada fazia de tudo para proporcionar o melhor para as filhas. Em uma safra, onde as tangerinas estavam com o preço muito baixo, ela acabou comendo só de suas tangerinas para que os restante da comida fosse suficiente para alimentar as garotas, fingindo estar de dieta para não as preocupar.

Bellemere é um exemplo de mulher forte, que sempre aconselha os filhos a seguirem seus sonhos e serem fortes também, tanto quanto os meninos. Melhor mãe que essa, não há.

#6 MARTHA KENT (Superman)

Resultado de imagem

Em mais um caso de super-herói, temos o clássico e insuperável Superman e sua mãe, Martha Kent.

Todo mundo conhece a história, mas vale lembrar: Superman nasceu no planeta Krypton com o nome de Kar-El. Quando ainda bebê foi enviado ao planeta Terra por seu pai Jor-El, diante da desintegração do planeta. A nave espacial enviada à Terra aterrizou no povoado de Smallville, no Estado do Kansas, EUA.  O bebê foi encontrado e adotado por Jonathan e Martha Kent, um casal sem filhos, e o batizaram com o nome de Clark Kent.

A relação de Clark com Martha é das melhores e pode ser vista durante várias adaptações no cinema e nos quadrinhos. A mãe, inclusive, ajuda-o a entender e aceitar seus superpoderes emergentes quando ele ainda era jovem. Ambos nutrem uma parceria de amor e cuidado e ela, inclusive, guarda o segredo de que ele é, de fato, o Superman. Existe mãe melhor que essa?