Dwayne “The Rock” Johnson falou ao IGN sobre a possbilidade do Adão Negro de Shazam!  entrar para a Liga da Justiça no cinema!

Acho que sim, acho que você sempre quer deixar isso criativamente aberto, que ele pode entrar para a Liga da Justiça e acho…essa é a parte divertida de se criar esse personagem agora (…) Você definitivamente quer trabalhar no lado heroico dele, mas isso precisa ser merecido e com a mitologia do Adão Negro começando como um escravo, tem coisas que naturalmente deixam você puto. E essa é a questão fundamental, então acho que precisamos respeitar e homenagear a verdadeira mitologia e então o lado heroico virá no final, mas acho que é importante, e nós sentimos que é importante, e acredito que os fãs também sentem que é importante prestar essa homenagem no começo pois você precisa ter uma base forte para ele então virar um anti-herói“, explicou o ator.

A nova versão do Adão Negro seguirá a origem dos Novos 52 e não a original de 1945. Criado por Otto Binder e C. C. Beck, o Adão Negro original era um dos primeiros detentores dos poderes do Mago Shazam, ainda na época do Antigo Egito, quando era conhecido como Teth-Adam, filho do faraó Ramsés II. Teth se deixou seduzir pelo poder, sendo exilado pelo Mago Shazam em outra dimensão. Sua origem foi revisada na HQ da Sociedade da Justiça nos anos 2000, e o personagem passou a ser o defensor e eventualmente regente da nação fictícia de Khandaq, vizinha do Egito, no Norte da África. No reboot dos Novos 52, Adão Negro é um escravo de Kahndaq que é teleportado de sua cela pelo mago Shazam até a Pedra da Eternidade, onde ganha poderes para salvar sua nação dos Sete Pecados Capitais.

Darren Lemke (Turbo) será o responsável pelo roteiro do longa, que mostrará Adão Negro mais como um anti-herói tentando limpar seu nome do que como um vilão. Ainda não há informação sobre quem viverá o Capitão Marvel no longa. Shazam! estreia em 5 de abril de 2019. O primeiro filme da Liga da Justiça chega aos cinemas em 2017 e o segundo em 2019.

Fonte: Omelete