Maze Runner – Prova de fogo vem sendo sucesso de bilheteria após o seu lançamento, sobre a direção de Wes Ball, a continuação de “Maze Runner – Correr ou Morrer” teve seu investimento dobrado na sequência, e vem atraindo cada vez mais cinéfilos para os cinemas.

Se você achou que o primeiro filme não teve ação, com certeza vai gostar de Prova de Fogo, que investe literalmente em cenas de ação durante todo o filme. Thomas (Dylan O’Brien) e seus amigos pensam que estão a salvo em uma nova realidade, porém, acabam descobrindo que ainda estão presos como no primeiro filme, eles terão de fazer uma travessia repleta de provas cruéis e desafiadoras em um mundo devastado, sem água, comida ou abrigo.

Como sempre, os efeitos especiais atraem bastante a atenção, e dão bastante clímax na maioria das cenas de Maze Runner – Prova de Fogo. O filme ainda segue o estilo “labirinto” do primeiro filme nos diversos lugares que os personagens passam, e traz um visual mais atraente que o filme anterior: Deserto, shopping abandonado, destruição apocalíptica, zumbis entre outras coisas.

n9k1vf7pcxo5rxiapvnprzfwpgw

Maze Runner – Prova de Fogo

Apresentado de uma forma (como se todos os espectadores já conhecessem perfeitamente os personagem) Prova de Fogo segue como um jogo de vídeo game, onde você sabe que após um desafio, virá outro, porém, você não sabe se todos terão presença nos demais desafios do filme. O que não falta no filme é correria que dá mais ênfase ao nome do primeiro filme “Correr ou Morrer”. Uma das melhores cenas do filme, na qual Thomas e seus amigos estão em um shopping abandonado e são atacado por vários zumbis, a cena seria melhor ainda se não fosse o tempo todo correndo. Cenário com pouco iluminação, focando apenas nas lanternas dos personagens, e devida a tamanha correria, acaba não dando pra focar completamente na cena e nos acontecimentos.

Um dos pontos que podemos considerar excessos são as cenas possuem pouca iluminação e alguns clichês que já vimos em outras adaptações. Uma coisa que eu não esperava era levar um susto assistindo ao filme (sim, me assustei em uma cena) e acho que foi a parte que mais senti emoção.

Tirando o excesso de correria, e pouca iluminação, o filme consegue passar a ideia central e seguir com a continuação, ótima imagem, ótimos enquadramentos, efeitos especiais, trilha sonora, atores, fazendo valer o ingresso e o filme.

Trailer Maze Runner – Prova de fogo: