Oito anos depois de sua morte, Michael Jackson continua garantindo o espetáculo. Na noite de domingo, no Festival de Veneza, uma programação especial em homenagem ao rei do pop contou com uma das sessões mais animadas do evento: a exibição do famoso videoclipe “Thriller” (1983) em 3D, seguida da projeção de uma versão restaurada do documentário “Making of Michael Jackson’s Thriller” (1983), de Jerry Kramer, que traz bastidores das filmagens do clipe.

A neblina que envolve o cemitério, os mortos-vivos que saem das sepulturas, e o riso diabólico… “The Thriller”.

“Michael e eu sempre tivemos a intenção de mostrar isso no cinema”, explicou Landis à imprensa antes da projeção desta nova versão do clipe que produziu em 1983, a pedido do astro.

O filme, que retrata Michael Jackson, então no auge de sua carreira, transformando-se em um lobisomem, é acompanhado por um “making of” restaurado realizado em 1983, mas que nunca foi exibido no cinema.

‘Thriller’ é algo de que eu tenho é um enorme orgulho”, disse o diretor do videoclipe, John Landis, em conversa com a imprensa. “Eu e Michael queríamos que o filme fosse apresentado no cinema. Na verdade, foi isso que me interessou ao ser convertido para o 3D: assim teria a chance de levar o filme ao cinema mais uma vez”. “Thriller” foi lançado em sala de cinema nos EUA, em 1983, e se tornou um dos grandes eventos de público de massa do começo daquela década. Michael, que já era um astro conhecidíssimo em carreira solo (após anos de um êxito também estrondoso no grupo The Jackson 5) e ali se consolidou de vez como o rei do pop.

Fontes: Cinema UOL | MJ Beats