A Riot Games está em ritmo de festa e oferece aos fãs uma retrospectiva dos melhores momentos de League of Legends em 2017, com direito a estatísticas e dados sobre o desempenho dos jogadores.

Para entrar, basta acessar o site, digitar o apelido do jogador a ser pesquisado, apertar a setinha marrom na lateral direita e pronto! Dados sobre as médias de abates, mortes, assistências, torres derrubadas, dragões mortos e muito mais aparecem na tela. Também aparecem informações sobre os abates múltiplos que o jogador pesquisado conquistou, separados por double kills, triple kills, quadrakills e pentakills.

Também há informações sobre como os jogadores se saíram com seus campeões mais jogados, quais campeões mais foram abatidos pelo jogador e também quais foram os personagens que mais obtiveram sucesso em matar o gamer pesquisado, o que pode ser uma ótima ferramenta para a Riot perceber quais personagens precisam ser nerfados com urgência ou ganhar um up nas próximas atualizações.

Além disso, como parte das medidas que a Riot Games toma para tornar o ambiente do jogo menos propenso a violências verbais e ciberbullying, podemos ver as estatísticas de honras que os outros jogadores deram ao longo do ano, apontando quais usuários são companhias agradáveis como parceiros de partida.

Dessa ferramenta de pesquisa disponibilizada pela Riot saíram dados interessantes sobre todo o ano de 2017 no LOL:

  1. A partida mais sangrenta, durante o Summer Split 2017, teve 79 abates no total.
  2. A partida mais longa do ano foi a final do All-Star, com uma hora, vinte minutos e um segundo de duração.
  3. Já a partida mais curta, também no Summer Split 2017, teve apenas 16 minutos e 52 segundos.
  4. O campeão mais escolhido pelos jogadores foi o Varus.