O livro Alice no país das maravilhas completa 150 anos em 2015. O livro foi publicado pela primeira vez no dia 4 de julho de 1865, de autoria do escritor Charles Lutwidge Dodgson que utilizava o pseudônimo Lewis Carrol. O livro foi traduzido para mais de 125 línguas e só na língua inglesa teve mais de 100 edições.

O personagem principal do livro é uma garotinha chamada Alice. Se você pensa que esse personagem é apenas fruto da imaginação de Lewis está redondamente enganado, pois a Alice existiu de verdade. Lewis era amigo de Henry George Liddel que tinha três filhas: Lorina Charlotte, Edith Mary e Alice Pleasance Liddel.

Durante um passeio pelo Rio Tâmisa, Lewis contou uma história para as meninas, pois ele adorava crianças e Alice foi a que mais gostou e pediu que ele escrevesse a história que mais tarde foi nomeada de Alice no país das maravilhas.

Havia certos rumores maldosos sobre a relação de Lewis com Alice que culminou em afastá-lo da família de Alice.

O livro conta a história de uma menina que cai na toca do coelho e é transportada para um lugar mágico e inacreditável. A história parece mais um pesadelo do que de fato um sonho. As ilustrações originais foram feitas por Jonh Tenniel e não retratam a aparência real de Alice Liddel que tinha cabelo escuro e uma franja curta.

O livro é repleto de personagens incríveis que instigam ainda mais o imaginário do leitor, tais como o chapeleiro maluco, a lebre de março, o gato risonho e a famosa Rainha de Copas. O livro também tem muitas referências filosóficas e matemáticas, pois Lewis era professor de matemática em Oxford.

O primeiro livro teve posteriormente uma seqüência denominada de Alice no Outro Lado do Espelho e esse livro também foi inspirado em uma Alice real. Em 1871 Dodgson encontrou Alice Raikes em sua estadia em Londres.

Dentre todas as adaptações cinematográficas destaco a de 2010 dirigida pelo gênio Tim Burton com a sublime participação de Johnny Depp como o Chapeleiro Maluco, esse filme captou o lado sombrio do livro.

Esse livro é complexo e atemporal e diferentemente das histórias da Disney não tem lições de moral. Trata-se de uma história para adultos e para crianças interligadas, como se fosse dois livros em um só.

Há o livro Alice: Edição Comentada – Aventuras de ALice no país das maravilhas e através do espelho de Jorge Zahar que foi publicado em 2001 que traz as curiosidades por trás do livro e ajuda o leitor a entender a razão de ser de vários personagens e suas condutas.

Fato é que esse livro continua encantando vários leitores e se você só conhece os filmes, desenhos ou séries, vale muito a pena ler o livro.