O Livro Crime e Castigo é um clássico russo que foi publicado em 1866 e é leitura obrigatória para acadêmicos de Direito, pois envolve vários aspectos de Direito Penal.

O personagem principal do romance é o jovem estudante Rodion Românovitch Raskólnikov que comete um terrível assassinato.

Raskólnikov planeja e executa o assassinato de uma velha usurária para roubar-lhe. Ocorre que a irmã da agiota retorna para casa enquanto Raskólnikov ainda estava no local do assassinato, e por isso ele acaba matando, também, Lizavieta.

Após o assassinato, Raskólnikov inicia uma saga de conflitos interiores, aliada à culpa e redenção que o perseguem. O jovem estudante encontra sua salvação quando conhece Sônia, que é uma prostituta que vive marginalizada pela sociedade russa.

Será que um assassino se sente culpado?

Será que um assassino considera seu feito um ato indigno ou uma glória?

Será que algumas pessoas merecem morrer? E isso seria um favor para a sociedade?

Será que existe um lado sombrio em todas as pessoas?

Ficou curioso para saber o que o personagem pensa sobre tudo isso? Então essa é uma leitura muito interessante.

O livro é um clássico e, por isso mesmo, não é uma leitura fácil. A escrita é muito rebuscada e pelo fato da história acontecer na Rússia, há o empecilho dos nomes de pessoas e lugares. Com o passar da leitura, você se familiarizará com os nomes russos.

Personagens principais

Rodion Românovitch Raskólnikov: Jovem estudante de direito, adepto da Teoria da Superioridade.

Pulquéria Alexandrovna Raskólnikov: Mãe de Raskólnikov

Avdótia Romanovna Raskólnikov (Dúnia): Irmã de Raskólnikov.

Alena Ivanovna: Velha usurária assassinada por Raskólnikov

Lizavieta Ivanovna: Irmã da velha usurária, também assassinada

Sófia Siemionovna Marmêladov: prostituta

O livro também é muito descritivo e algumas pessoas reclamam que isso torna o livro entediante. Quem está acostumado a ler apenas leitura infanto-juvenil americana vai estranhar muito, mas lembre-se que é um livro clássico, e vale a pena superar as dificuldades e avançar com a leitura, pois a grandiosidade da obra é imensurável.