Voltei a ler Turma da Mônica por conta da série de Graphic Novels MSP – Maurício de Souza Por, lançadas pela Editora Panini e editadas pelo grande “Sidão” (Sidney Gusman). Cada número aborda um personagem do universo “mauriciano” pela ótica de uma equipe criativa diferente. E posso dizer: não tem me decepcionado em nenhum número! Já acompanhei grandes aventuras do Astronauta, me emocionei com o Bidú, viajei com O Louco e até fiquei com os “zóio marejado” junto com o Chico Bento.

Pois bem, o mais recente volume da série aborda um clássico vilão da turminha: O Capitão Feio.
Em “Capitão Feio: Identidade” os gêmeos Magno e Marcelo Costa fazem um trabalho que me prendeu desde a primeira página (fiquem atentos aos vários “easter eggs” espalhados!). Eles conseguiram mostrar um protagonista complexo e cheio de camadas – além de uma arte emocionante. O Feio nos é apresentado como um personagem perdido e solitário e vamos acompanhando sua busca para aplacar essa solidão. Mas como o próprio subtítulo já entrega, o mais importante aqui é a descoberta de Feio acerca de “seu lugar no mundo”.

E a história me afetou de várias formas, em certos momentos me deixou indignado e até me sentindo impotente por não poder ajudar o protagonista. E creio que essa é uma das qualidades de uma boa história: nos afetar, para nos fazer pensar.

“Capitão Feio: Identidade” – uma leitura altamente recomendada, quadrinho nacional de alta qualidade.