Olá nerds do meu coração, turuboooom?

Voltei pra falar de livro legal mas com aquele meu problema de não saber pronunciar os nomes. Eu tenho um sério problema com isso e é horrível. haha

A casa das Hostesses é aquele livro que parece uma coisa mas não é. No começo você acha que vai ser um livro vulgar, com erotismo e tudo o mais. Mas não, meus amigos, é muito além disso.

O livro conta a história de Souji, um rapaz que faz tudo o que pai determina, tem uma noiva e está seguindo cada regra da vida. Do nada, ele descobre que o pai pega a noiva dele há 6 anos e tudo vai água abaixo. Que bagunça, né?

Depois disso, Souji resolve sair com os amigos para a Casa das Hostesses, um ambiente com mulheres que te ajudam a relaxar, mas não exatamente da forma como a gente imaginou no início. Embora algumas mulheres de lá acabam fazendo o serviço completo, essa não é a proposta do ambiente.

Lá, Souji conhece Selina, gerente do espaço e mulher da raça, que cresceu sozinha e batalha dia a dia pelo que acredita. Eu amei Selina. Ela é forte e super carismática.

Souji e seus amigos, Akihito, Ryu e Ryouji conhecem Selina, Marissa, Carina e Kelly (as meninas tem nomes mais simples, porque?). Logo os rapazes se interessam nelas e as relações vão fluindo. Marissa é uma bartender, Camila é irmã da Selina e Kelly é a linda do grupo. O que dizer desse grupo? Amei cada personagem e cada característica.

Souji e Selina não vão ter vida fácil. Nem todo mundo aceita esse relacionamento mas eles não conseguem ficar longe um do outro. Embora Selina tenha sofrido uma decepção amorosa enorme e Souji esteja fugindo de relacionamentos, essa atração entre eles vai ficar cada vez mais forte e fugir não é a solução.

Outra coisa bacana desse livro é que temos uma visão por diversos personagens e não fica cansativo. A autora consegue nos prender em sua trilha de suspense e nunca fica parado. O que ela quer é a gente roendo unha e ela tem. haha

Tenho que dizer que com expectativas zero, esse livro em conquistou. Além do mais, é um livro rápido, você lê em poucas horas e ainda termina naquela sede de mais. Embora seja bem finalizado, aceitaria mais dele. Fica a dica, Déb (a íntima, rs).

Conheçam mais desse livro e venham pra Casa das Hostesses comigo. Depois me conta.

E se alguém souber, me ensina a pronunciar os nomes dos meninos. Até breve!