O livro “Alta Tensão” foi publicado pela Editora Arqueiro no ano de 2011. Pensem em um personagem engraçado! Pensaram? Esse é Mayron Bolitar, eu dou muitas risadas com ele.

Existe uma seqüência dos livros de Harlan Coben com o personagem Myron Bolitar que conta sua história desde o começo, mas como as histórias não são sequenciais então da pra começar por qualquer um. A cada livro, Myron tem um novo desafio.

Myron Bolitar é um ex-jogador de basquete que teve sua carreira interrompida por uma lesão no joelho. Formou-se em direito em Harvard e agora é agente de artistas e atletas, mas de vez em quando dá uma de detetive…

Em Alta Tensão, Mayron terá de enfrentar a maior mentira de sua vida, como nos diz logo na capa do livro.

O drama começa com uma mensagem anônima deixada no facebook da ex-estrela do tênis Suzze T que esta grávida do astro do rock Lex Ryder. A mensagem põe em dúvida  a paternidade. Ela pediu ajuda a seu agente e também amigo, Myron, para descobrir o responsável pela mensagem e que trouxesse de volta seu marido que sumiu após ler a bendita mensagem.

Encontrar Lex foi fácil, ele o encontrou em uma boate; mas também encontrou sua cunhada Kitty, que tinha ido embora a mais de 15 anos com seu irmão mais novo, Brad.

Ao ver Myron, Kitty foge. Isso deixa nosso querido agente com uma pulga atrás da orelha. Agora além de ter que descobrir quem deixou a mensagem anônima, terá que descobrir o que Kitty estava fazendo na cidade e onde estará seu irmão.

O que será que uma coisa tem a ver com a outra?

Myron tem uma equipe que trabalha com ele na agência e também o ajuda com seus serviços de “detetive”. Esperanza é vice-presidente da empresa, antes era lutadora profissional; deixou os rings para se dedicar a família e ao seu trabalho. Outro personagem de grande impacto na serie de Myron Bolitar, é Windsor Horme Lockwood III, mais conhecido como Win.

Win é o cara! Ele é o melhor amigo de Myron, amigo pra valer. Os dois juntos já passaram maus bocados. Mas Win sempre esteve ao seu lado, mesmo correndo risco de vida.
Os dois são muito engraçados, são irônicos e debocham de tudo até mesmo quando estão na maior enrascada. Win me faz pensar em amizade, dessas que você não encontra em qualquer esquina.

“Temos uma tendência a acreditar que as coisas boas vão durar para sempre. É a nossa natureza. […] As coisas boas são raras. Precisamos valorizá-las, porque elas sempre acabam cedo demais. […] Estar nisso com você é uma dessas coisas boas”.

Juntos os dois vão a caçada das peças desse quebra cabeça super complexo.

Para descobrir a verdadeira história dessa rede de mentiras, traições e segredos, Mayron e Win se metem com gente muito perigosa, mas não é fácil botar medo nesses dois. Eles não desistem fácil, e vão até o fim para encontrar a verdade.

Os diálogos existentes no livro são a coisa mais incrível. Às vezes me pegava com aquele risinho de canto.

Se eu fosse definir os livros de Harlan Coben com uma palavra, seria reviravolta.

A história te prende do início ao fim. Myron o tempo todo é confrontado com decisões que fez no passado e percebe que as escolhas mudaram o rumo da vida de todos que ele ama.