O livro Biblioteca de Almas é o terceiro livro da série O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. Além de Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares, Cidade dos Etéreos e Biblioteca de Almas, a Editora Intrínseca lançou também o livro Contos Peculiares que é um livro citado pelos personagens.

No primeiro livro, Jacob ainda não sabe que é um peculiar e apenas quando decide viajar para conhecer o orfanato que seu avô cresceu, pôde descobrir a verdade sobre o passado de seu avô e sobre sua habilidade peculiar. Ainda no primeiro livro, a Srta. Peregrine é raptada pelos acólitos.

No segundo livro “Cidade dos Etéreos”, os peculiares precisam resgatar a Srta. Peregrine que fora raptada pelos acólitos. Já no terceiro livro, “Biblioteca de Almas”, Jacob e Emma têm a responsabilidade aumentada um zilhão de vezes, pois além de salvar a Srta. Peregrine e as outras ymbrynes que foram raptadas pelos acólitos, também precisam salvar seus amigos peculiares. Na verdade, é necessário salvar todo o mundo peculiar que corre grande perigo com os planos diabólicos de Caul (irmão malvado da Srta. Peregrine).

Com a leitura do terceiro livro, é possível que o leitor consiga enxergar o plano de fundo do livro com mais clareza. Lendo Biblioteca de Almas, é possível aprofundar as reflexões e retornar ao universo macabro e imoral da Segunda Guerra Mundial, pois os peculiares representam os oprimidos e Caul representa o líder político e ambicioso que busca poder e glória dizimando uma raça inteira.

Em Biblioteca de Almas, é possível perceber uma alusão à Divina Comédia, pois Jacob revive o Inferno de Dante no Recanto dos Demônios. Assim como em a Divina Comédia, Jacob encontrará no Recanto dos Demônios as piores estirpes. Para salvar os peculiares, Emma, Jacob e Addisson viveram o inferno na terra.

“A cada passo e cada curva, nos envolvíamos mais em um nó, um que, temia eu, jamais seria desatado”.

No trechoa abaixo é possível perceber uma crítica aos tempos atuais em que acreditamos que a sociedade contemporânea erradicou todas as mazelas que outrora desencadearam o genocídio cometido na Segunda Guerra Mundial. Ledo engano o nosso, pois a sociedade é tão ou mais doentia e capaz de algo pior do que ocorreu em 1945.

“De súbito, o tempo presente me pareceu estranho, trivial e confuso. Eu me senti como um daqueles heróis míticos que luta para voltar do mundo inferior apenas para descobrir que o mundo acima está exatamente tão amaldiçoado quanto o de baixo”. “Um oportunista disfarçado de amigo pode ser tão perigoso quanto um inimigo declarado”.

O livro tem um fundo político que é a Segunda Guerra Mundial e há quem diga que os poderes peculiares representados no livro são na verdade os poderes que as crianças judias gostariam de ter para enfrentar o caos instaurado pelos nazistas.

“No início da vida, nós reconhecemos alguns talentos em nós mesmos e nos concentramos neles, excluindo outros. Não é que mais nada seja possível, é que mais nada foi cultivado”.

A Biblioteca de Almas é um lugar onde há almas de peculiares que Caus almeja usurpar, tal qual como ocorreu com os nazistas, que não feriram apenas o corpo dos judeus, mas ousaram roubar-lhes a alma. Caul é o antagonista da história que almeja roubar a alma de peculiares que tenham sido extraordinários em busca de poder e glória. No personagem de Caul, também encontramos o homem que quer subjugar as mulheres e uma aversão ao feminismo. No livro há vários trechos em que Caul afirma que não quer ser comandado por mulheres.

“Eu já esperava isso de você, garota. Você é o típico peculiar criado por ymbrynes: sem ambição e sem noção, além de se achar superior. Silêncio, estou falando com o homem – ordenou Caul”.

O melhor do livro são as entrelinhas, sendo necessário que o leitor tenha uma visão mais ampla da história e muitas vezes até um certo distanciamento da história para que possa entender o livro como um cenário bem mais amplo do que o que está disposto em cada capítulo. Leitura obrigatória para interessados em livros acerca da Segunda Guerra Mundial, pois Ramsom fez um ótimo trabalho e ainda conquistou o mundo inteiro com seus personagens.

A diagramação do livro é tão linda quanto Cidade dos Etéreos e as fotografias continuam magníficas e o grande trunfo da série.

Se você chegou até aqui, então continue a leitura com Contos Peculiares.