Geekerela
 GEEKERELA – ASHLEY POSTON | Editora Intrínseca
Quando Elle Wittimer, nerd de carteirinha, descobre que sua série favorita vai ganhar uma refilmagem hollywoodiana, ela fica dividida. Antes de seu pai morrer, ele transmitiu à filha sua paixão pelo clássico de ficção científica, e agora ela não quer que suas lembranças sejam arruinadas por astros pop e fãs que nunca tinham ouvido falar da série. Mas a produção do filme anunciou um concurso de cosplay numa famosa convenção valendo um convite para um baile com o ator principal, e Elle não consegue resistir.
Na Abóbora Mágica, o food truck vegano onde trabalha, ela encontra a ajuda de uma amiga cheia de talentos para moda que vai criar o traje perfeito para a ocasião. Afinal, o concurso é a chance de Elle se livrar das tarefas domésticas impostas pela terrível madrasta e das irmãs postiças malvadas.

 

Era uma vez…

Assim começavam 9 a cada 10 filmes que eu via na minha infância. Perdi as contas de quantas vezes me joguei nos contos de fadas e me rendi aos príncipes e princesas. Entre cabelos longos e maçãs envenenadas, sempre me senti próxima à Cinderela. Talvez pelo sentimento de empatia pelo não pertencimento à algum lugar ou pelo sonho de uma fada madrinha… nunca fui uma criança popular, então não me julguem.

Geekerela consegue unir duas coisas que adoro: Cinderela e nerdice. Enquanto largava os contos de fadas e entrava na adolescência,  fui totalmente Geek e daquelas que fazia cosplay de Hermione. Quem nunca?

O livro de Ashley Poston conta a história de Danielle, conhecida como Elle e Darien. Os dois são completamente diferentes em tudo menos na paixão pelo universo de Starfield. Quando o ator Darien é escalado para atuar num remake da série da vida de Ellen, ela surta. Ele não é o que ela imaginava. Nunca nunca.

Olha, preciso confessar que chorei em alguns momentos. Não é um livro triste, mas depois que você perde alguém importante, você costuma sentir mais quando lê sobre pessoas que também perderam. Foi intenso.

Nos primeiros capítulos, achei arrastado. Besteira minha pois foi só avançar um pouco que eu não sabia parar. Fiquei naquele limbo de “leio rápido pra saber o fim” ou “leio devagar pra não acabar”. Eita!

Elle tem madrasta babaca, irmãs postiças mimadas e uma melhor amiga maravilhosa. Hera ganhou meu coração ❤

Com a ajuda de Hera, Elle consegue participar de um concurso de cosplay e entrar naquele mundo que ela achava que nunca mais veria depois de perder seu pai.

No meio disso tudo, ela começa a conversar por mensagem com Darien, sem saber quem ele é.  Aos poucos, os dois ficam cada vez mais dependentes um do outro e só falta se conhecerem. Mas como? Elle não curte muito o ator e ele tem um histórico de não conseguir grandes amigos depois da fama. Será que dá certo?

É um conto de fadas, afinal. Mesmo com tantas adaptações atuais, o conto de fadas nunca morrerá. Enquanto acreditarmos no amor e no lado bom das pessoas, ainda teremos isso.

Uma irmã que se mostra uma fofa, uma madrasta que continua uma bruxa é um cachorro fofo chamado Franco. Esse é o recheio desse livro incrivelmente fofo. Coloca ai uma amiga super querida e um ator cheio de defeitos. Finaliza com batatas chips fritas e um pouco de sonhos. Sucesso!

Gostei muito do livro. Achei fofo e sensível. Adorei as referências NERDS e principalmente, a capa. Eu sou a louca das capas, lembram?

E dito isso, LEIAM. Contos de fadas nos ensinam tanto sobre acreditar em nossos sonhos… sobre superar o que as pessoas pensam de nós e reconhecer como realmente somos.

Só o que posso dizer sobre o que levo pra mim é: “APONTAR PARA AS ESTRELAS. MIRAR. DISPARAR.”