Preciso dizer e lembrar a todos que esse livro pode assustar muita gente. Infelizmente, ainda vivemos no século 19… ops. Pera. Bom, sem querer polemizar nem nada, ainda temos um preconceito quando se trata de homossexualidade isso não muda na literatura. Portanto se você é um pipoca com a mente um pouco menos tolerante, tchau, até mais.

Se não é, seja bem vindo, essa é a resenha de: Não conte nosso segredo! (shiiiii)

Esse livro fala de paixão. Fala de medo. Fala de amor nu e cru. Holland tem tudo que precisa pra ser feliz no colégio: amigos, um namorado bonitão,  boas notas, popularidade… mas parece que falta algo que ela nem mesmo sabe dizer.
No meio do caminho ao final do colegial, aparece Ceci.

A menina que se auto-afirma e que é bem resolvida com a vida. Ela é gay e se assume. Se entende e se aceita da forma que é. Nem tudo são flores, já que o Colégio novo mostra à Ceci que ainda existe muito preconceito e muito o que vencer para ser aceita.  Nesse meio tempo, Holland parece notar Ceci. Ela percebe os pequenos detalhes e antes do que podemos piscar, ela gamou. E é aí, “mon amoures”, que a parada fica complicada. Como explicar para os pais caretas e para a sociedade toda que menina com menina também pode?

O livro nos mostra todos os questionamentos básicos para esse tipo de situação e também mostra como a adolescência é um bicho mau. Preciso dizer que não foi o melhor livro da minha vida. Em alguns momentos achei maçante e repetitivo. Mas eu precisava saber o final e segui até o fim. É a hora de dizer que POR FAVOR, JULIE ANNE PETERS, nos forneça mais. 

Sem dar spoilers é só o que posso comentar aqui.

Do mais, livro bom e razoável. Sincero e relativamente amoroso. Você sente uma empatia com a Holland e ao mesmo tempo sente vontade de dar três tapas em sua linda face. Haha (diga não à violência, queridos). Personagens paralelos bem criados e cada um com uma personalidade bem definida. Amei a Leah de todo meu coração e já shippo com alguém bem legal e descolado. Não julgue um livro pela capa (que é linda, por sinal) e jamais conte nenhum segredo de algum amigo. Fica meu conselho maravilhoso para a vida de vocês. É o outro é: Leia comigo e vem comentar.

Eu ADORO e juro não contar para ninguém.