É fantasia que você quer, @?
Então é isso que vamos ter aqui, né?

Mais um livro do nosso projeto #LeiaumNacional, agora do autor Cassio A. Fernandes, que nos enviou esse livro mega bacana, com uma capa lacradora como todas as capas da Editora Pendragon. Tudo um luxo.

Projeto #LeiaUmNacional [participe]

O Conto da Dama de Fogo conta a história de Daien, a caçula de uma família com poderes, que vive num universo paralelo e fantasioso, chamado LinraJá resenhei um livro de fantasia nesse estilo, com diversos seres sobrenaturais como elfos, anões, etc. Como no outro livro, me surpreendi bastante com a riqueza de detalhes do Cassio. Não é nada no estilo de Game Of Trones (amém, né?) mas de uma forma bonita e menos cansativa.

Dá pra notar que o Cassio gosta de RPG e mangá. Isso é claro e evidente. Essa referência transborda por sua escrita e nos mostra que ele sabe do que tá falando. Isso é muito bom!

Daien tem uma família complicada… e quem não tem, não é mesmo?
Daien e sua família são da raça Kemono, como um cão humanoide, com rabos e orelhas peludas. Eu fico impressionada com a capacidade criativa de alguns autores. Digo isso como um elogio porque eu mal sei descrever um poste.
Acontece que na família de Daien cada um tem um poder mágico e isso os tornam diferentes dos outros. E tem uma lenda antiga que dita que eles tem o poder de se tornar deuses. Claro que isso encanta a mente da nossa jovem caçula, a ponto dela não pensar em outra coisa.

Numa tarde, Daien acaba presa numa situação em que ela tem que provar que tem capacidade de cuidar de si e de todo seu reino, quando se vê diante do perigo de uma invasão. Sozinha e acuada, não sabe se vai dar conta e nem se vai chegar alguém a tempo de ajuda-la. E essa hora é que a gente rói todas as unhas e fica querendo matar um. O que foi esse final, Cassio? Porque agir assim com a gente? PORQUEEEEE?

Eu preciso de mais. Pelamor.

Pra você que ama fantasia, se joga. Eu senti falta de umas ilustrações mais coloridas, amplas e cheia de detalhes da obra. O livro tem algumas ilustrações da família, mostrando os irmãos individualmente e contanto mais sobre eles. Talvez um pouco mais? Acho válido (fica a dica).

De resto, leiam. Muito bacana e interessante. Mais um livro fora da minha caixinha que valeu a pena. Tô amando isso.

Esse livro integra nosso projeto Leia Um NacionalParticipe!

Até a próxima.