Vamos sentar e respirar um instante antes que eu tenha um colapso nervoso por não ter lido esse livro antes na vida.

Pensa num livro amorzinho. Pensou? Multiplica.

O que a Uiara faz com a gente nesse livro não se faz com ninguém, minha gente. Ela pegou meu coração na mão e simplesmente levou para passear até eu terminar a leitura (tipo umas quatro horas). Quando ela voltou, meu coração já estava marcado à ferro com a história de Anne e Luke.

Esse casal é daqueles que a gente quer levar para casa e ficar olhando todo dia. Sério, é apaixonante. Eles se conhecem na adolescência e já nasce aquele fogo todo característico dessa fase. É amor mega ultra power daqueles destruidores.

Luke é daqueles que derretem a alma e faz as pernas virarem gelatina. Bonitão que canta e toca guitarra, e ainda por cima te joga na parede e te chama de amor (vamos com calma aí na censura, mas vocês entenderam). A Anne é a moça linda sem fazer esforço que simplesmente arrebata esse gato e vive um linda história de amor até que ele é convidado para se tornar profissional da música. É aí que a parada fica meio louca e as coisas viram uma bagunça de dar dó.

Enquanto Luke viaja para assinar contratos e tudo o mais, Anne descobre que vai ter um baby e se desespera sem a presença do amado. A mãe da nossa queridinha dá aquele ultimato básico de mãe bruaca sem amor no coração: ou tira o baby ou some da minha frente.  E aí, meus amores lindos, é que surge o Nick. O MARAVILHOSO E PERFEITO NICK QUE EU TÔ APAIXONADA SIM E COM CERTEZA (E POR FAVOR) VAMOS FOCAR NELE.

Anne decide ter o bebê e o irmão dela, o Nick – ja falei como ele é maravilhoso? – ajuda a irmã nessa luta. Alguns contratempos e desencontros fazem com que nosso casal lindo não se veja mais em anos e um não sabe o que aconteceu com o outro. É de uma tristeza de cortar nosso coração.

5 anos depois, a mãe de Anne, a Cruela (haha), está muito doente e decide acertar os erros com a filha antes de partir. Mesmo a contragosto, Anne decide voltar à sua cidade para fazer a vontade da mãe e acaba encontrando o popstar Luke, que está de férias de sua turnê. Não demora muito para Luke descobrir que tem um filho e que nada era realmente o que parecia ser. O destino – e algumas pessoas más – deu um empurrão para que eles ficassem separados, mas esse mesmo destino é danado e resolveu brincar de reaproximar.

É agora que a gente vê como o nosso Luke é maravilhoso e um paizão e uma coisa linda de deliciosa e tudo de melhor acontece. Sem contar nada só posso dizer:  LEIAM!

É lacrante de lindo.

Voltando pro nosso queridinho Nick, ele tem uma história que ainda não sabemos e eu espero do fundo do coração que a Uiara não brinque ainda mais com meus batimentos cardíacos que são fracos e sensíveis, e que não demore para nos contar mais sobre esse cara incrivelmente maravilhoso. Já falei como ele é maravilhoso? Hahaha.

Bom, é isso. Se você gosta daqueles romances gostosos e com bastante música boa e uma dose extra de sacanagem (das boas, viu?), venha comigo para Onde mora o Coração.

Duvido que você vai ficar indiferente ao Nick. Já falei que ele é maravilhoso? Haha.