Já estão disponíveis na Netflix todos os episódios da primeira temporada de Better Call Saul. A série nasceu como um spin-off de Breaking Bad, série premiada e sucesso de crítica que angariou um grande número de fãs.

Dentro deste universo criado por Vince Gilligan, protagonizado pelo professor de química Walter White e seu ex aluno problemático Jesse Pinkman, outros personagens se destacaram e cativaram o público. Saul Goodman (Bob Odenkirk), o advogado picareta que os ajudava a lavar o dinheiro conseguido com as drogas, fez tanto sucesso que acabou protagonizando a sua própria série.

A série conta a trajetória de Jimmy McGill – verdadeiro nome de Goodman – até se tornar o advogado trambiqueiro que conhecemos bem. Ainda acompanhamos o início da parceria entre Goodman e Mike (Jonathan Banks). Para os fãs, é interessante reconhecer pessoas que fizeram parte da história de Breaking Bad e alguns rostos conhecidos aparecem nos primeiros episódios, como um presente para aqueles que acompanharam por anos a trajetória de Walter e Jesse.

O time de produtores, roteiristas e diretores é o mesmo de Breaking Bad, garantindo uma similaridade na fotografia, uso das cores e posicionamento de câmeras. O clima árido e a sensação de imensidão das paisagens do Novo México também estão presentes. As semelhanças, no entanto, param por aí. Quem espera o ritmo acelerado e de tirar o fôlego de Breaking Bad pode se decepcionar. Better Call Saul tem um ritmo mais lento, focado nas transformações pessoais do personagem principal.

Nesta primeira temporada vemos Jimmy lutar contra sua própria natureza, tentando se transformar em um homem honesto e ficar longe das más influências que sempre o levaram a viver à margem da legalidade. Jimmy fica transitando entre a necessidade de andar na linha e as oportunidades que surgem de ganhar dinheiro de forma desonesta. No meio deste conflito, ele ainda tenta alavancar sua carreira de advogado. Também é interessante acompanhar a relação com seu irmão Chuck (Michael McKeen), que faz uma excelente interpretação de um homem doente, aparentemente frágil, mas áspero e severo em momentos decisivos da trama.

Aliás, as interpretações são o forte da série, que conta com um ótimo elenco. Odenkirk se destaca mostrando um lado de Saul Goodman que não conhecíamos, com toda complexidade e contradições de um ser humano que tenta encontrar seu lugar no mundo.

A série é ótima, e vale a pena testemunhar a jornada de Jimmy/Saul, mesmo já sabendo onde ele irá chegar. Confira o trailer: