Segundo Robert Kirkman, criador da série derivada de The Walking Dead, a franquia será um prelúdio e depois vai alcançar a produção principal.

As novidades foram reveladas por Kirkman em um painel durante o festival South by Southwest (SXSW), em Austin (via EW).

 “A linha do tempo da nova série é um pouco anterior a da principal. Rick acordou do coma e estava impressionado com os zumbis. Veremos um pouco mais do início da infestação nesse novo show. Mas não o chamaria de prelúdio, pois ele irá para o tempo da série principal eventualmente.”

Ele disse que haverá ligações entre as duas produções, mas que elas serão independentes na maior parte do tempo.

“A nova série vai caminhar pelas próprias pernas. Você pode assistir só ela e ter uma própria experiência. Porém, se você acompanhar ambas, vai notar coisas como, ‘ah, eles descobriram isso, ou descobriram aquilo de outro jeito’. Tem várias coisas que os personagens de The Walking Dead precisam aprender. E eles podem saber de coisas que o grupo da outra série ainda não sabe”, explicou Kirkman.

A nova série mantém o apocalipse zumbi mas deixa o estado da Geórgia e segue para a Califórnia. Toda a produção será situada em Los Angeles, mas ainda não há muitos detalhes da trama.

Em comunicado oficial, a AMC anunciou que o programa ainda não tem título definido, mas que já está renovado até a segunda temporada. O primeiro ano da série estreia em agosto e terá seis episódios com uma hora de duração cada.