E a única coisa que desejávamos era uma boa história. Into The Woods (Caminhos da Floresta) foi a estreia da semana, porém deixou a maioria do público desapontado. O filme tinha tudo para ser ótimo, até mesmo épico, mas no entanto a história super fraca deixou todos a desejar não ter assistido.

A escolha de elenco foi perfeita, uma atração cinematográfica com Johnny Depp e Meryl Streep deveria ser uma das melhores coisas do cinema, mas não souberam explorar o personagem de Johnny, o Lobo Mau teve uma participação de no máximo 3 minutos em todo o filme. E Meryl Streep, uma das maiores estrelas de Hollywood, ganhadora de Oscar e vários outros prêmios, teve um personagem bastante sem história.

PHOTO 25

O enredo do filme conta com algumas das mais famosas histórias da Disney, mas sempre rodando em torno da maldição lançada pela Bruxa (Meryl Streep) na família do padeiro, onde não permite que sua linhagem continue. Então para reverter o feitiço a Bruxa propõe ao casal que tragam 4 objetos, uma vaca branca como leite (João e o Pé de Feijão), uma capa vermelha como sangue (Chapéuzinho vermelho), um cabelo amarelo como milho (Rapunzel) e um sapatinho puro como ouro (Cinderela). A esposa (Emily Blunt) e o Padeiro (James Corden) vão em busca dos itens para conseguirem um filho, e suas aventuras começam quando chegam a floresta.

Então adentra a clássica história da Cinderela, interpretada por Anna Kendrick (A Escolha Perfeita) e seu príncipe super charmoso Chris Pine (Star Trek), aos que acham que a história se foca em como os dois se conheceram no baile e depois vem a procura pela dama do sapatinho ai então se casam e vivem felizes para sempre, já podem tirar essa ideia da cabeça. No filme Cinderela vai ao baile durante as 3 noites e sempre foge de seu príncipe à meia noite, até que então que na última noite ele coloca piche nas escadas, e Cinderela decide deixar um de seus sapatinhos para que ele possa a encontrar. Todos esperam que o príncipe a encontre, case com ela e vivam no castelo felizes e cantarolando, e isto até acontece, porém o personagem de Chris é um príncipe bem fora do comum. O futuro rei é o que podemos dizer de “um príncipe sem vergonha”, depois de seu casamento com Cinderela, ele a traí com a esposa do padeiro, chegando ao fim do relacionamento dos dois.

PHOTO 24

As histórias de João e o Pé de Feijão e Chapéuzinho Vermelho segue o típico conto dos livros, com mudança apenas no final, quando um segundo pé de feijão é plantado e uma mulher gigante começa à atormentar o reino por conta da morte do marido. Rapunzel mal aparece na tela, ela se apaixona por um príncipe e eles fogem juntos, um partição bem pequena mesmo.

Um dos pontos que mais deixaram o público desapontado foi a morte da esposa do Padeiro, o casal tinha acabado de ter um filho e os produtores deram esse fim trágico a mulher. Outra morte foi a da mãe de João, que morreu tentando proteger o filho da mulher gigante.

into the woods

Aos que não são muito fãs de musicais, esse com certeza pode entrar na lista de “não assistirei”. O filme não possui muitas falas, os diálogos são a maioria cantados, mais do que de costume nos desenhos da Disney, mas ao que apreciam um bom musical vão adorar a trilha sonora. Uma das cenas que o público mais gostou foi a performance dos príncipes na canção “Agony”, que foi bem dramática e engraçada.

Into-the-Woods-021

Podemos dizer que a trama foi um estrago dos contos de fadas, e com um elenco tão maravilhoso, cenários, trilha sonora, e fotografia esplêndida esperávamos que o filme tivesse uma história melhor.