“Está pegando fogo! E se nós queimarmos, você queimará conosco!”.

– Katniss Everdeen

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 foi o filme mais aguardado que assolou os cinemas mundo afora. A estória acelera a novos e excitantes níveis, com a crônica futurística de Katniss Everdeen em novos territórios. Os Jogos podem ter terminado para sempre, mas a luta pela sobrevivência ficará mais tensa. Confrontada com as piores probabilidades – e seguida pelos olhos de uma nação esperançosa – Katniss precisará de muita coragem, força e poder contra a temível Capital. É nesse momento que ela percebe não ter escolha e que deverá abrir suas asas e incorporar completamente o símbolo do Tordo. Mesmo que seja apenas para salvar Peeta, ela deve se tornar líder.

A história recomeça com Katniss sendo resgatada da destruição do Massacre Quaternário. Ela acorda em choque, em um mundo sobre o qual não tinha conhecimento e não sabia da existência: os subterrâneos profundos e escuros do supostamente aniquilado Distrito 13. Ela fica logo sabendo da realidade devastadora que precisa encarar: O Distrito 12 foi às ruínas e Peeta foi capturado e está sendo manipulado, sofrendo lavagem cerebral nas mãos do Presidente Snow, na Capital. Ao mesmo tempo, os olhos de Katniss estão abertos a uma rebelião secreta que se alastra rapidamente do Distrito 13 por toda Panem – uma rebelião que a colocará no centro de uma trama para invadir a Capital e virar a mesa do Presidente Snow.

jogosvorazes3-05117

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 mergulha fundo na matéria-prima de Panem e nas emoções mais fortes da história, à medida que Katniss e a nação se engajam em uma época angustiante, porém transformadora. O diretor do filme, Francis Lawrence explica:

“Emocionalmente, Katniss é uma estrangeira em terras estranhas, quando a história começa. Este é o momento no qual ela percebe que não poderá ficar parada fazendo nada. Ela tem tido muitas decepções e as pessoas que ela ama estão em perigo. Ela fará o que for preciso para mantê-los a salvo”.

O diretor continua:

“Os riscos sempre foram altíssimos em Jogos Vorazes, mas agora o mundo se abre. Os Jogos foram extintos, mas a ameaça da opressão permeia toda Panem. Este capítulo nos deu a chance de revelar por completo novas localidades com incríveis sequencias de ação. É um filme gigantesco”.

Em seu terceiro e mais pungente papel como Katniss, a vencedora do Oscar®, Jennifer Lawrence, aproveitou a oportunidade de retratar a personagem neste momento no qual ela emerge em meio à angústia para dar seus primeiros passos rumo à liderança.

“Eu estava ansiosa por ver Katniss cair em si como líder, mas ela ainda é uma heroína relutante”, observa Lawrence. “No primeiro filme, ela quis salvar sua família. No segundo, ela tentou salvar seus amigos e a ela própria. Agora, ela começa a perceber o impacto que ela tem mundo afora, que lhe dá a chance de escolher liderar esta batalha pelo que é certo”.

 

jogosvorazes3-05118

A escolha não vem fácil para Katniss, que recua a cada elemento novo de sua vida: e ordem militar do Distrito 13, a pressão para agir no momento certo e a realidade crua da guerra. Katniss permanece esperançosa de que tornar-se o Tordo poderá mudar as coisas. Como atriz, o desafio foi ter Katniss acordando em um ambiente totalmente novo, no qual ela precisa se reconstruir a partir do zero. Katniss não apenas deixou para trás sua vida como vitoriosa do Distrito 12, ela entra em um mundo totalmente diferente de qualquer outro.

Diz Lawrence:

“Ela tem que se acostumar a uma nova vida no Distrito 13. Tudo ali não lhe é familiar e tudo está abaixo da terra, o que a impede de sair ou caçar”. A atriz diz ainda: “Ela se sente uma pessoa completamente diferente, desprovida e sentindo-se vazia. É algo que realmente acontece a pessoas que passam por eventos traumáticos como os dela. Katniss ainda tem a mesma essência, mas em outra instância por dentro e por fora”.

À medida que Katniss assume o papel público do Tordo, ela recebe a tarefa da Presidente Coin (Julianne Moore) de aparecer em uma série de “prontopops” – vídeos de propaganda viral que o Distrito 13 usa para se comunicar e inspirar rebeldes por toda Panem.

“Ela começa a gravar os “prontopops” e se sente como um peão, enxergando o Tordo apenas como um símbolo com o qual ela não tem conexão alguma.”, diz Lawrence. “A ideia dos vídeos é contagiar a população, unir as pessoas – então Katniss fingir algo que ela não é, não funciona. Somente quando ela vê as baixas humanas no Distrito 8 a fagulha verdadeira aparece. Quanto mais ela vê, mais a luta se torna pessoal para ela.”

jogosvorazes3-05116

Lawrence adorou a chance de trabalhar com Julianne Moore, no papel da Presidente Coin.

“Quando soube que ela interpretaria Coin foi muito emocionante, uma notícia incrível. Considero Julianne uma das maiores atrizes de todos os tempos, absolutamente fenomenal. Ela é mais impressionante ainda em pessoa, uma doce mãe e também hilária. Trabalhar com ela foi um sonho realizado”.

As personagens de Lawrence e Moore não são tão amigas a princípio, há uma tensão entre elas.

“A relação é complicada. Elas dividem ideais similares, mas com tudo por que ela tem passado, Katniss sente que não pode confiar em Coin”, Lawrence comenta. “Coin vê a importância de Katniss para liderar a rebelião, mas ela também não acredita que Katniss seja capaz. Ela ainda sofre de estresse pós-traumático e Coin é cética quanto à ideia de usar Katniss como algo que possa ser controlado”.

Igualmente cara à Lawrence foi a chance de uma maior interação com Liam Hemsworth no papel de Gale, que permanece como o amigo devotado de Katniss e seu maior elo com o passado.

“Katniss e Gale têm uma rica história”, ela atesta. “Há tantas complexidades que envolvem isso, porque antes de Katniss ir aos seus primeiros Jogos, Gale era a única pessoa que realmente a entendia. Após os Jogos, ela e Peeta tiveram outro tipo de experiência juntos, que ninguém, incluindo Gale, poderia entender. Agora, ela e Gale estão em um lugar muito interessante e foi muito bom poder explorar isso”.

jogosvorazes3-051110

Para Francis, um dos destaques de toda a série Jogos Vorazes tem sido ver Jennifer fazer com que Katniss viva uma vasta gama de experiências, cada uma sendo parte de uma personagem que agora é densa e cheia de camadas.

“É incrivelmente complexo fazer alguém com tanta coisa acontecendo na parte emocional”, diz o diretor. “Katniss passou por muito sofrimento e agora ela tenta entender seu lugar no mundo, acreditando ou não nas pessoas do Distrito 13, e aceitando ou não a responsabilidade de ser parte da rebelião. Jen faz o seu mais incrível trabalho com todas as nuances”.

Pensando em Katniss e uma de suas cenas favoritas, a produtora Nina Jacobson diz:

“Quando Katniss vai ao Distrito 8 e diz, ‘Se nós queimarmos, você queimará conosco’, pela primeira vez ela vê o impacto que causa nas pessoas. Esses momentos – nos quais Katniss entende o que e quem ela é – realmente me arrepiam”.

Jacobson diz que a maior força do filme possa ser o quão emocionalmente ressonante ele é – não só por sua estória entrar em um tempo de guerra, acompanhada pelo sofrimento e perda pelos que se foram e pela esperança no futuro – mas também por ser um tempo no qual Katniss precisa mudar mais rápido que nunca.

“É uma trama tensa e poderosa; as emoções na tela são bem profundas”, conclui a produtora. “Ela te leva a lugares jamais esperados; é provocativa, previdente e, até os minutos finais do filme, a forma pela qual ela se desdobra é impressionante”.

“O filme é um épico fantástico”, ela resume. “Esta parte é importante contar – sobre como a voz de uma pessoa pode ser. É sempre mais fácil seguir quem está à sua frente, mas acho que todos nós temos um Tordo interno. Temos a habilidade de tomar uma frente e sermos capazes de fazer a coisa certa”.