A empresa americana BitTorrent Inc anunciou hoje um acordo para produzir e distribuir conteúdo original em vídeo. O projeto, chamado de BitTorrent Originals, terá pelo menos duas séries novas por ano e é mais um passo da empresa para se afastar do estigma de pirataria associado à marca BitTorrent.

O BitTorrent Originals é uma parceria com os estúdios Rapid Eye, também dos Estados Unidos. Ele segue o caminho aberto por outras plataformas de distribuição, como Netflix e Hulu, que conquistaram uma boa audiência ao investir em conteúdo próprio. No caso da BitTorrent, as séries produzidas serão distribuídas com exclusividade na plataforma BitTorrent Bundle durante 30 a 60 dias e, após esse período, poderão ser disponibilizadas em outros canais.

Criada como um meio de controlar e vender arquivos de forma legal, a plataforma Bundle já distribui conteúdo de artistas e estúdios.  Ela funciona com a mesma tecnologia P2P dos torrents –  o usuário não baixa o arquivo de um único servidor, mais sim diversos “pedaços” de um mesmo arquivo espalhados em máquinas de outros usuários do software BitTorrent.

As novas séries Originals terão duas formas de monetização: visualização gratuita, com anúncios, ou a versão premium que custa 9,95 dólares por temporada e vem livre de propaganda. Nos dois casos, a BitTorrent afirma que 90% da receita será repassada aos criadores do conteúdo.

Em comunicado divulgado hoje para a imprensa, a empresa afirma que o foco são séries voltadas para jovens de 14 a 25 anos, faixa que representaria a maior parte de sua audiência mensal de 170 milhões de usuários.  No ano passado, a BitTorrent já havia anunciado o nome de sua primeira série, Children of The Machine (pôster abaixo), que começará a ser filmada ainda neste semestre. O seriado de ficção científica deve estrear no fim do ano com uma primeira temporada de oito episódios. A expectativa é a de que a audiência para cada um deles seja de 60 a 80 milhões de usuários.

Haverá também um game da série Children of The Machine lançado e distribuído na plataforma Bundle. Ainda no comunicado à imprensa, o CEO do BitTorrent, Eric Klinker, afirmou que o acordo com os estúdios Rapid Eye marca um movimento agressivo de expansão da empresa na área de mídia. Ele diz ainda que a ideia é criar um ambiente sustentável para criadores de conteúdo de todo o mundo., e que sua audiência é maior do que a dos serviços de streaming Netflix, Hulu e Amazon Prime somados.

67232-children

Children of The Machine será a primeira série produzida pela empresa/ a ficção científica estreia até o final deste ano e terá oito episódios