Eis que você escuta aquele bafafá todo sobre livro. Depois vem aquele caos do Oscar falando do filme que fizeram baseado no livro. E quando você toca esse livro, sente aquela capa maravilhosa e toda trabalhada no azul (Intrínseca, me explica) e mega linda de morrer. O que você faz? BORA LER ‘A Forma da Água‘.

Um oficial do governo dos EUA capturou um ser mítico com vários poderes e a intenção é usar esses poderes para aumentar o poder militar de seu país. Isso tudo acontece durante a Guerra Fria. Depois de meses, Richard finalmente volta aos EUA levando o deus Brânquia, um homem peixe completamente selvagem.

É ai que conhecemos Elisa, uma faxineira do centro de pesquisas que o Richard levou nosso homem peixe. Diferente de Richard, que acha que o Brânquia é um ser asqueroso, Elisa vê nele um amigo. Por conta das opiniões diferentes, os dois sempre estão em desacordo.

Projeto #LeiaUmNacional [participe]

Tenho contado a vocês sobre as minhas leituras fora da minha zona de conforto e como tenho adorado isso. Esse livro se passa nos anos 60, num outro contexto, fala de guerra, de história… coisas que normalmente fujo, mas que nesse livro foi tão bem desenvolvido que a gente nem sente. Temos muita coisa bacana aqui sobre o contexto histórico da mulher, o desenvolvimento de sua liberdade fora de casa, etc.

Richard é um personagem tão complexo, todo cheio de raiva e ódio por quem se tornou, depois de tanto tempo buscando o homem peixe, acabou se desligando de sua família e no fim, só restou um homem infeliz que queria matar a criatura para acabar com o que lhe trouxe sofrimento.

Mas temos Elisa, né meu caro… A moça se apaixona pelo deus Brânquia e faz de tudo para mantê-lo vivo.

De uma sensibilidade absurda para um relacionamento tão controverso, esse livro é maravilhoso. Além de lindo e LINDO e lindo, temos algumas ilustrações no decorrer das páginas. Achei incrível e me vi torcendo por um final feliz.

Queria mais da visão de Elisa, queria saber mais e conhecer mais. Eu ainda não vi o filme porque queria ler o livro antes, claro. Já ouvi dizer que algumas coisas são diferentes entre os dois e espero não ter um choque muito grande.

Quem já leu e viu o filme, o que me dizem?
E você que não leu, tá esperando o quê?