Salve salve, pipoqueiros!
Tudo certinho?

Confesso que me animei demais quando soube que a série de televisão Killing Eve tinha um livro e fiquei em êxtase quando a Editora Suma disponibilizou para os parceiros o e-book do célebre livro Codinome Villanelle, de Luke Jennings.
A Trama é narrada por uma assassina profissional  que descreve suas sangrentas missões e uma agente que trabalha em uma espécie de agência que protege figuras importantes e está em busca da criminosa que matou um dos seus clientes.

Oxana Vorontsova, que utiliza o codinome Villanelle, é uma assassina psicopata que foi encontrada por Konstantin em uma penitenciária acusada de um crime bem cabuloso. Ele a contrata para ser sua arma em troca de uma vida bem luxuosa. A assassina passa por diversas etapas para então se tornar impecável em seus trabalhos e após uma missão bem sucedida que consistia em aniquilar um político russo, Villanelle se torna o centro das investigações de uma agência inglesa. Eve é uma ex-funcionária do serviço secreto inglês e atualmente trabalha como agente de proteção e segurança de pessoas que estão sendo ameaçadas ou correm algum risco de emboscadas. Ela é encaminhada para o caso do político que Villanelle mata e embarcamos nessa doce obsessão.

O que eu achei das protagonistas?
Villanelle é quase uma assassina perfeita. Por mais que ela tenha passado por um rigorosos treinamentos, ainda comete alguns deslizes. Quando sabemos mais sobre sua adolescência, descobrimos que poucas vezes ela pensou no próximo parece não ter afeto por ninguém. Fria, calculista e extremamente perversa, ela é a mulher mais interessante desse livro.
Eve Polastri é uma agente experiente, muito inteligente, mas parece que quando ela está correndo para a pista certa, tropeça e cai de cara no chão. Essa inteligência que eu citei antes some quando ela está próxima de pegar Villanelle. Era pra ser a personagem “Boa”, onde nós leitores nos identificamos e torcemos, mas acaba sendo o contrário.

Se o livro fosse todo narrado pela Villanelle, seria mil vezes mais empolgante.
O autor escreve muito bem e todas as cenas de ação são bem construídas. Como eu li no kindle, então não sei como foi a experiência com o livro físico, mas o e-book foi maravilhosamente bem. São apenas quatro capítulos com poucas pausas e dentro delas as narrativas de Eve e Villanelle se intercalam. Me surpreendi por ter conseguido ler em um ritmo frenético, afinal você quer saber quais são os próximos assassinatos e fica muito instigada com toda a perseguição. Eu só me decepcionei mesmo com a Eve, devo ter colocado muita expectativa em cima dela por ela ser a agente boazinha.
O final fica em aberto, vamos esperar os próximos livros!

Até a próxima e se cuidem!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *