Salve salve, pipoqueiros! Temos em mãos uma história para destruir o seu psicológico. A editora Constelação nos enviou o livro de Tayná Júnia e ela soube muito bem prender a nossa atenção com esse thriller.
Calma, vou apresenta-los ao nosso protagonista.
William é esquizofrênico. Sim, isso mesmo que você leu. Após um crime que cometeu, ele é condenado a ficar em um sanatório e a partir daí iremos acompanha-lo no seu dia a dia e mergulhar em suas lembranças.
Em um determinado dia ele nota um paciente bem peculiar, John, um rapaz que sempre se encontra sentado e observando o mundo lá fora. Isso chama muito a atenção de William e ele decide se aproximar desse homem. John é um cara bem reservado, mas também se interessa por William, aos poucos veremos essa ligação crescer a cada semana.
A partir daí, entramos em um ciclo de loucura sem fim até chegar a um ponto onde não sabemos se o narrador está omitindo, manipulando ou delirando. Sério. A autora é genial em conseguir enganar o leitor. Diversas vezes tive a obrigação de voltar a história para ver se não deixei passar nada e BUM, William tira sarro da minha cara de novo.
Não conseguimos ter a noção de espaço e tempo no livro, o que colabora para entrarmos na cabeça do narrador, estamos sofrendo com ele. Os secundários também tiveram papéis bem construídos, Sam, Emily, Bia, Théo e a Dra. foram essenciais para a drama.
O final não foi surpresa pra mim, mas a construção do caráter duvidoso do personagem e o cinismo dele foram o suficiente.
Super recomendado e uma dica: Cuidado para não enlouquecer.

Até a próxima!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *