Salve salve, pipoqueiros!
Tudo certinho?

A quarentena não está sendo fácil, né? Mas estamos aqui para te entreter e recomendar os melhores livros.
Como muitos já sabem, a Editora Avec é a nossa fiel parceira e ela nos mandou a INCRÍVEL Graphic Novel Matrimônio do céu & Inferno.
Ela se trata de uma adaptação do livro do William Blake, que nada mais é do que uma coletânea de poemas com temáticas religiosas. Mas não se engane pensando no tradicional, Black escreveu várias poesias baseadas em profecias bíblicas e como que elas se unem, formando assim, um casamento. Pode-se dizer que ele se refere ao lado bom e mau, céu e inferno, certo e errado, e como eles andam de mãos dadas. Não tenho propriedade para me aprofundar mais do que isso, já que eu não li a obra, apenas peguei breves resumos das mais diversas edições desse livro.

Enéias Tavares e Fred Rubim fizeram um trabalho EXPLENDIDO. Enéias cuidou da parte de argumento e roteiro, Rubim ficou com as cores e a arte. Juntos construíram uma outra história tendo como base as poesias de Blake e sendo ambienta em São Paulo, com quatro protagonistas bem humanos e que convivem no nosso cotidiano.

Os protagonistas: Um pastor corrupto e manipulador, uma acompanhante de luxo focada em guardar dinheiro para voltar pra Argentina, um assassino de aluguel repensando na sua posição de trabalho e uma artista que vende e consome drogas e está prestes a perder seu melhor amigo. Parece loucura, mas os caminhos deles vão se cruzar.
Não posso falar mais nada porque será spoiler.
Os capítulos são finalizados com os delírios de William Blake. Vou explicar melhor.
Começamos com uma breve introdução da vida dos quatro personagens e, antes de fechar o capítulo, há um paralelo que são os demônios do próprio autor e passagens das poesias que ele escreveu, quase como uma conversa entre dois extremos. E é assim em todos os capítulos, uma mistura que acaba sendo a mais correta para um melhor entendimento da HQ. Como se tivesse duas histórias rolando. Só lendo você vai absorver isso.
Por isso … VOCÊ PRECISA DESSA OBRA, PRA ONTEM.
Ela é toda colorida e cada personagem tem a sua própria cor, a medida que os caminhos vão se cruzando, as cores se misturam e fica cada vez mais lindo.

Além de todos esses pontos anteriores, ela ainda te faz refletir: Existe algum caminho certo a seguir? Julgar as pessoas pelas suas posições perante a sociedade é capaz de dizer quem elas são de verdade?
Te deixo com esses questionamentos!

Até a próxima e, se puder, fique em casa nessa quarentena!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *