Salve, salve pipoqueiros!

Antes de começar a falar sobre essa mulher MARAVILHOSA que é a Michelle, gostaria de agradecer demais a Companhia das Letras pelo recebido. Queria tanto essa autobiografia!

Minha história é a autobiografia da Michelle Obama, que nos permite ter um olhar mais acessível do que imaginávamos como seria a vida de uma pessoa tão influente na nossa atualidade.

Essa é uma versão para os jovens leitores, recomendada para adolescentes a partir de 13 anos. A linguagem é bem tranquila e os temas que são considerados sensíveis, como perdas de familiares, são retratados de uma forma madura e compreensível para jovens mais emotivos.

Aqui iremos entrar na cabeça de Michelle em diversos momentos, decisivos ou não de sua trajetória. Encontramos humor, sensibilidade, bastidores da política que estava em ascensão, maternidade, sua dedicação e o seu olhar atencioso às políticas públicas.

Nascida e criada em Chicago, Illinois, Michelle sempre foi dedicada aos estudos. Desde pequena tinha notas altas e visava ficar entre as melhores da turma. Cercada por família humilde e cheia de amor, a nossa futura advogada notava todos os problemas com uma percepção otimista e moderada.

Com duas graduações de excelência, uma em Sociologia em Princeton e Direito em Harvard, Michelle se via ajudando e reconhecendo talentos e aptidões em jovens com os quais convivia.

Casada com o ex-presidente norte americano, Barack Obama, aqui também vivemos a intensidade desse amor. Se conheceram em uma firma de advocacia em Chicago, onde Barack era reconhecido por ser um nome prodígio no meio do Direito.

Com o passar do tempo namoraram, noivaram e se casaram. Viveram os perrengues de suas carreiras e as alegrias do matrimônio. Eles têm duas filhas excepcionais que são o reflexo dessa linda história de vida.

Sem perspectiva e cansada de sua carreira no ramo da advocacia, Michelle se encontrou em um lugar onde nunca pensaria que fosse sua nova profissão: No setor público. Lá, conheceu sua chefe Valerie Jarrett. Ganhando bem menos em uma instituição sem fins lucrativos, ela se encontrou ajudando jovens a engatar em causas socias e apresentou seu noivo à sua nova luta.

Essa parte da vida deles foi muito importante para essa mudança de rumo. Barack ficou admirado com tudo o que estava acontecendo nesse momento e aí nasceu aquela faísca que deu no que deu.

Michelle foi uma figura muito importante e centralizadora nas decisões de Barack. Sempre com os pés no chão, ela reforçava as 1001 possibilidades e dava suporte total ao seu marido, além de apresenta-lo a pessoas que foram seus futuros aliados em suas campanhas e, consequentemente, seus dois mandatos.

Eu não sei qual a diferença da autobiografia e essa versão para jovens leitores. Já vi pessoas falando que são detalhes e que não interferem na leitura. Eu achei que houve algumas passagens de tempo grandes de um capítulo para outro, mas foi necessário. Não queremos saber exatamente todos os passos que Michelle deu em sua infância, adolescência e nem as burocracias da vida adulta.

Então pra mim foi uma leitura muito agradável. A narrativa é ótima, não perdendo o ritmo e sempre instigando a gente para o próximo capítulo. Temos páginas com fotos das épocas que são descritas no livro e isso deixa a gente mais próximo da família Robinson.

E indico mesmo para adolescente porque aqui a gente encontra um exemplo vivo de como o esforço e a educação consegue mudar a vida de alguém. Perseverança, foco, garra e visão de futuro.

Até a próxima!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *