Salve salve, pipoqueiros!

Hoje vamos falar sobre um livro que acabou me surpreendendo positivamente. A Editora Autêntica entrou em contato com os parceiros para mostrar o mais recente lançamento do selo da Editora Vestígio. Talvez você deva conversar com alguém é um livro de não ficção da terapeuta e escritora Lori Gottlieb. Ele está catalogado como Biografia, desenvolvimento social e relacionamento paciente – terapeuta.

Após o término repentino do namoro de dois anos da autora, ela é amparada pela melhor amiga que a sugere a procurar alguém para conversar. Embora o choque tenha sido enorme e que ela saiba que já está na hora de virar a página, ela encara a ideia de frequentar um terapeuta.

Devo acrescentar que a autora também exerce a função de terapeuta, ou seja, aqui nós assistimos os dois lados da moeda – a paciente e a profissional. É a partir desse acontecimento que vamos acompanhar o dia a dia de Lori. Os capítulos são específicos para um determinado tema: Os pacientes de Lori, o terapeuta dela, a vida como mãe, a vida antes e depois da faculdade de medicina e os sentimentos conflitantes que ela ainda tem pelo Namorado.

Lori tem uma vida digna de filme de Hollywood, literalmente. Ela trabalhou por um bom tempo na área televisiva, sendo assistente de um figurão super renomado, até ser promovida e tendo seu nome lá no topo. Mas algo a estava deixando deslocada das suas funções, ela ainda procurava algum propósito … E foi que ela se achou no campo da psicologia.

Esse livro é repleto de memórias e experiências vividas pela terapeuta. Eu tinha colocado na minha cabeça que seria um livro sobre casos de pacientes e saber como um profissional da saúde mental avalia toda a situação. Mas levei um baita de um tapa na cara. É muito mais do eu isso. Por mais que Lori seja uma autoridade formada nesse ramo, podemos ver uma pessoa com problemas reais e que precisa externar isso para alguém. Ninguém é totalmente blindados de seus pensamentos.

Como eu disse lá em cima, Lori vai narrar sua vida profissional até chegar no atual momento – de Hollywood até o consultório onde ela trabalha, vai contar como é sua relação com o filho, os embates com seus próprios pacientes – vitórias e derrotas e ainda lidar com esse turbilhão de sentimentos que a tormenta.

É um livro muito interessante e fácil de se entender. A autora explica todos termos que são usados na linguagem médica e ajuda a gente a compreender tal situação que seus pacientes estão lidando. Lori me abriu os olhos para um mundo que até então era desconhecido, já que eu nunca estive em um consultório como paciente.

Até a próxima.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *